Nossos LIVROS
Veja alguns de nossos destaques

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

LIVROS EXCLUSIVOS

A GATA PÉROLA, O SABIÁ E O MISTÉRIO DO SUMIÇO DO CACHORRO

Em meio ao conturbado dia a dia de uma metrópole, uma gata preta precisando emagrecer e um sabiá laranjeira com medo de voar desenvolvem uma inesperada amizade.

Juntos, passeiam pela vizinhança e descobrem que por ali uma família inteira precisa da ajuda deles. Indicado para 4º, 5º e 6º anos.

DESCRIÇÃO

Em A Gata Pérola, o Sabiá e o Sumiço do Cachorro, Cristina Rappa fala de temas como tolerância, união, diversidade, respeito aos idosos, aos animais e ao meio ambiente.

É possível a amizade entre uma gata e um sabiá? Muita gente diria que não. Mas em nome da solidariedade, Pérola se alia a Leo, que costumava se arriscar para surrupiar sua ração, para desvendar o mistério de um cachorro desaparecido na vizinhança e resgatá-lo.

Para isso, a dupla conta com a ajuda de outros animais e também de humanos, em uma estória com muita ação, inspirada nas de detetives, e também lirismo. Abordando temas como tolerância, união, diversidade, respeito aos idosos, aos animais e ao meio ambiente, Pérola e Leo mostram que para viver em harmonia, é preciso ceder, em algumas situações, em benefício do bem-estar de todos.

De autoria de Cristina Rappa e ilustração meio noir de Rafa Anton, A Gata Pérola, o Sabiá e o Mistério do Sumiço do Cachorro é indicado a crianças de 7 a 11 anos. “Podemos aprender muito com a observação da natureza e, nesta história, isso não é diferente”, diz Cristina, que é observadora de aves e costuma elegê-las como protagonistas de seus livros infantis. Desta vez, a ação se passa em uma cidade grande da região Sudeste do Brasil, como São Paulo, onde reina o sabiá-laranjeira (Turdus rufiventris), ave-símbolo da metrópole e também do país.

O livro pode ser comprado nos grandes sites de vendas de livros, como A Loja dos Passarinhos, Amazon, Sítio Macuquinho, Projeto Araras Azuis de Lear, Mercado Livre, Estante Virtual, Magalu, Submarino, entre outros.

SOBRE A AUTORA

Cristina Rappa é jornalista, observadora de aves e autora dos livros Topetinho Magnífico (Ed. Melhoramentos, 2012) e Florestas – por que precisamos delas (Melhoramentos, 2014), e coautora de Primatas no Brasil – Cada Macaco no Seu Galho (Avis Brasilis, 2015). É também autora de O Soldadinho da Caatinga (2018), O Tiê da Mata Atlântica (2019) e As Aventuras do Topetinho Magnífico na Amazônia (2021), todos do Projeto Aves & Biomas, publicados pelo selo Florada Editorial.

FICHA TÉCNICA

Autor: Cristina Rappa
Ilustrações: Rafa Anton
Título: A Gata Pérola, o Sabiá e o Sumiço do Cãozinho
ISBN: 978-859374548-5
Páginas: 48

LIVROS EXCLUSIVOS

AS AVENTURAS DO TOPETINHO MAGNÍFICO NA AMAZÔNIA

Topetinho resolve bater suas asinhas e conhecer a tão falada Amazônia. Lá, encanta-se com a sua natureza exuberante, faz novos amigos, entre eles o boto-cor-de-rosa e lindas aves locais, e vive emocionantes aventuras. Vamos acompanhar o nosso amigo beija-flor nesta viagem para descobrir os encantos da rica Amazônia brasileira? Indicado para 3º, 4º e 5º anos escolares.

DESCRIÇÃO

Uma viagem à Amazônia com as crianças

Em As Aventuras do Topetinho Magnífico na Amazônia, Cristina Rappa resgata o protagonista de seu primeiro livro infantil, para discutir questões do bioma emblemático. Quando lançou seu primeiro livro infanto-juvenil, Topetinho Magnífico, em 2012, a jornalista começou a fazer apresentações sobre proteção ambiental e demais temáticas do livro, como a caça e o comércio ilegal de animais silvestres em escolas e instituições sociais. Em um desses encontros com crianças, um menino sugeriu: “Por que o Topetinho, que tem asas, não viaja? Para a Amazônia, por exemplo?”.

Pois a autora acabou, anos mais tarde, seguindo a sugestão do curioso e interessado estudante e agora lança, pelo selo Florada Editorial, seu sexto livro infanto-juvenil: As Aventuras do Topetinho Magnífico na Amazônia.

Observadora de aves, Cristina costuma escolher pássaros emblemáticos, por serem ameaçados ou muito atraentes, como heróis de seus livros. “As aves estão em toda a parte e voam, são um bom veículo para levar mensagens, especialmente de preservação ambiental, às crianças”, diz.

Topetinho Magnífico, ou Topetinho Vermelho, é o nome popular de um beija-flor muito pequeno e bonito, o Lophornis magnificus. No primeiro livro, ele é aprisionado por traficantes de aves e depois de muita aventura, consegue se libertar. Neste, ele viaja à Amazônia, presencia um desmatamento, faz amigos, como lindas aves locais e o boto-cor-de-rosa.

Apesar de abordar assuntos sérios e de alta relevância, suas obras costumam empregar linguagem leve e bem-humorada. Indicado para crianças de 7 a 11 anos, o novo livro pode ser trabalhado em sala de aula por diversas disciplinas, já que introduz conceitos de Geografia, Meio Ambiente, Cidadania e Ciências.

Nesta obra, a autora mantém a parceria com o ilustrador Maurício Veneza, criador do primeiro Topetinho, e também de outros de seus heróis, com o Soldadinho (soldadinho-do-araripe) e o Tiê (tiê-sangue). A coordenação editorial é de Patrícia Engel Secco e assina o projeto gráfico Bruna Secco.

O livro pode ser comprado nos grandes sites de vendas de livros, como A Loja dos Passarinhos, Amazon, Sítio Macuquinho, Projeto Araras Azuis de Lear, Mercado Livre, Estante Virtual, Magalu, Submarino, entre outros. Está ainda sendo oferecido pela Amazon nos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Europa, Austrália e Japão.

 

SOBRE A AUTORA

Cristina Rappa é jornalista, observadora de aves e autora dos livros Topetinho Magnífico (Ed. Melhoramentos, 2012), Florestas – por que precisamos delas (Melhoramentos, 2014), O Soldadinho da Caatinga (Florada Editorial, 2018), O Tiê da Mata Atlântica (Florada Editorial, 2019), A Gata Pérola, o Sabiá e o Mistério do Sumiço do Cachorro (Florada, 2019), além de coautora de Primatas no Brasil – Cada Macaco no Seu Galho (Avis Brasilis, 2015).

FICHA TÉCNICA

Autor: Cristina Rappa
Ilustrações: Maurício Veneza
Título: As Aventuras do Topetinho Magnífico na Amazônia
ISBN: 978-65-993773-0-3
Páginas: 48

LIVROS EXCLUSIVOS

O SOLDADINHO DA CAATINGA

Moradores do sertão do Cariri, Soldadinho- do-Araripe e sua companheira se preocupam com a seca que assola a região. Em companhia de Piu-Piu, um novo amigo, decidem viajar. Durante o caminho visitam a Serra da Capivara, conhecem as pinturas rupestres, fazem novas amizades e até ajudam a resgatar um simpático jegue, que havia sido abandonado. Indicado para 3º, 4º e 5º anos.

DESCRIÇÃO
SOBRE A AUTORA

Cristina Rappa é jornalista, observadora de aves e autora dos livros Topetinho Magnífico (Ed. Melhoramentos, 2012), Florestas – por que precisamos delas (Melhoramentos, 2014), O Soldadinho da Caatinga (Florada Editorial, 2018), O Tiê da Mata Atlântica (Florada Editorial, 2019), A Gata Pérola, o Sabiá e o Mistério do Sumiço do Cachorro (Florada, 2019), além de coautora de Primatas no Brasil – Cada Macaco no Seu Galho (Avis Brasilis, 2015).

FICHA TÉCNICA
LIVROS EXCLUSIVOS

O TIÊ DA MATA ATLÂNTICA

As motosserras avançam sobre a mata, no litoral do Sudeste, para construir um loteamento e ampliar a rodovia. Preocupado, o Tiê-Sangue se alia a outros animais para, juntos, conscientizarem os humanos sobre a importância de preservar a floresta, o mangue e a praia. Indicado para o 4º, 5º e 6º anos.

DESCRIÇÃO

Para conscientizar a garotada

Em O Tiê da Mata Atlântica, Cristina Rappa aborda temas como desmatamento, atropelamento de animais e poluição das águas.

Pássaros, tartarugas, tamanduás, macacos, onças-pardas, antas, e muitos outros animais da nossa mata atlântica se unem para protestar na estrada em defesa do ambiente onde vivem. Liderada por um casal de tiês-sangue (Ramphocelus bresilius, espécie linda e emblemática da mata atlântica do sudeste brasileiro), a manifestação tem como objetivo chamar atenção dos humanos para questões como o desmatamento, o atropelamento de animais e a poluição das águas, do mangue e das praias.

Segundo livro do Projeto Aves & Biomas, O Tiê da Mata Atlântica, de autoria de Cristina Rappa e ilustrações de Maurício Veneza, leva crianças e jovens leitores a refletir sobre esse bioma, que hoje conta somente com cerca de 8% de sua área original. “Assim como em O Soldadinho da Caatinga, quero, com este livro, fazer com que todos tenham mais consciência dos problemas gerados por nós, humanos, à natureza”, diz Cristina Rappa.

Apesar de abordar assuntos sérios e de alta relevância, a obra traz linguagem leve e bem-humorada. Indicada para crianças de 7 a 11 anos, pode ser trabalhada em sala de aula por diversas disciplinas, já que introduz conceitos de Geografia, História, Meio Ambiente, Cidadania e Ciências.

 

SOBRE A AUTORA

Cristina Rappa é jornalista, observadora de aves e autora dos livros Topetinho Magnífico (Ed. Melhoramentos, 2012), Florestas – por que precisamos delas (Melhoramentos, 2014), O Soldadinho da Caatinga (Florada Editorial, 2018), A Gata Pérola, o Sabiá e o Mistério do Sumiço do Cachorro (Florada, 2019) e As Aventuras do Topetinho Magnífico na Amazônia (Florada, 2021), além de coautora de Primatas no Brasil – Cada Macaco no Seu Galho (Avis Brasilis, 2015).

FICHA TÉCNICA
LIVROS EXCLUSIVOS

AS ARARAS AZUIS DO PANTANAL

Em seu novo livro infantojuvenil, As Araras Azuis do Pantanal, Cristina Rappa convida a refletir sobre seca e queimadas em um bioma tão associado a abundância de água.

 

DESCRIÇÃO

As imagens dos fortes incêndios que assolaram o Pantanal em 2020 impressionaram muito a jornalista e escritora, que já empreendeu cinco viagens a esse lindo bioma brasileiro que costumava estar associado a paisagens inundadas. Ao pensar em qual seria a próxima região a ser palco das aventuras de sua série de livros infantojuvenis que já percorreu a Caatinga, a Mata Atlântica e a Amazônia, ela não teve dúvidas em eleger o Pantanal e, como tema principal, as queimadas.

A questão era como abordar um tema sério e até impressionante, se se pensar nos animais queimados e fugindo do fogo, em uma obra para crianças. A solução foi – como em seu livro de estreia, Topetinho Magnífico (Ed. Melhoramentos, 2012), em que se arriscou a falar de caça e tráfico de aves silvestres para esse público – tratar o assunto com leveza e situações bem-humoradas.

Quanto aos personagens, não havia dúvida: as ameaçadas – justamente pelo tráfico, questão tão cara a Rappa – araras-azuis (Anodorhynchus hyacionthinu). Além de ameaçadas, são lindas, muito gregárias e sociais, e um dos símbolos do Pantanal.

Além dos incêndios e do tráfico, o livro traz as questões do desmatamento e da difícil multiplicação da espécie, dado o escasseamento dos manduvis (Sterculia apetala), a árvore em cujo tronco esses psitacídeos costumam fazer seus ninhos. A autora acaba fazendo uma homenagem à iniciativa do Instituto Arara Azul de instalar caixas-ninho para facilitar a reprodução das aves, e à dedicação dos brigadistas e voluntários que atuam no combate às queimadas e no resgate dos animais feridos.

Indicado para crianças e jovens de 7 a 14 anos, o livro é ricamente ilustrado e emprega linguagem leve e muita ação ao abordar assuntos de alta relevância. “Como nos livros anteriores, quero, com este, levar informações sobre meio ambiente e contribuir para que todos tenham mais consciência dos problemas gerados por nós, humanos, à natureza. Além de encantar e divulgar, sem pregação e dogmatismo, as boas soluções e iniciativas para conservá-la”, diz Rappa.

Quem ilustra a obra é o biólogo Karl Mokross, que hoje trabalha com ilustrações e animações. Seus anos de experiência no campo, observando e estudando animais e plantas, foram muito úteis para a precisão das imagens, fator muito importante para a escritora, que quer que seus livros sejam ferramenta de educação, não de desinformação. Por sua vez, quem assina o projeto gráfico é Bruna Engel Secco, parceira de Rappa  em livros anteriores.

As Araras Azuis do Pantanal pode ser encomendado em livrarias virtuais, como a A Loja dos Passarinhos . Está ainda sendo oferecido pela Amazon no exterior, em países como os Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, França, Itália, Espanha, Austrália e Japão.

SOBRE A AUTORA

Cristina Rappa é jornalista, observadora de aves e autora dos livros Topetinho Magnífico (Ed. Melhoramentos, 2012), Florestas – por que precisamos delas (Melhoramentos, 2014), O Soldadinho da Caatinga (Florada Editorial, 2018), A Gata Pérola, o Sabiá e o Mistério do Sumiço do Cachorro (Florada, 2019) e As Aventuras do Topetinho Magnífico na Amazônia (Florada, 2021), além de coautora de Primatas no Brasil – Cada Macaco no Seu Galho (Avis Brasilis, 2015).

FICHA TÉCNICA

Autora: Cristina Rappa
Ilustrações: Karl Mokross
Título: As Araras Azuis do Pantanal
ISBN: 978-65-993773-2-7
Páginas: 48